PT / EN
Publicações

Manual de Procedimentos, 2ª edição (04/2021)

A nova edição do manual apresenta um único programa de rastreio, o PRI-4v. Este programa de rastreio integrado para as quatro infeções representar melhor a lógica de intervenção dos técnicos comunitários de saúde, o que facilita aos leitores a apropriação das recomendações para as diferentes etapas das sessões integradas de rastreio. De novo, um guia de triagem, que orienta para a aplicação dos critérios de seleção para os rastreios de forma rápida e eficaz.
A versão digital deste manual permite personalizar alguns campos (ex. número de gotas de sangue ou solução tampão), conforme os testes rápidos em uso por cada organização, para que o manual possa estar atualizado e adaptado a cada organização-membro. Esperamos que seja útil. Boas sessões de rastreio!

download pdf

Guia de triagem para o teste indicado (atualizado a 11/2021)

O rastreio rápido é dirigido às pessoas que cumpram pelo menos um critério de seleção. Os critérios de seleção para aceder ao rastreio indicado são baseados no conhecimento mais atual sobre as vias de transmissão e práticas de potencial exposição para as infeções por VIH, VHB, VHC e sífilis. O presente guia de triagem orienta para a aplicação dos critérios de seleção de forma rápida e eficaz, e tem como objetivos: (1) reduzir o tempo de atendimento pré-teste, (2) diminuir o uso de testes não indicados e (3) facilitar a triagem entre as pessoas que não têm formação pré-graduada na área da saúde.

download pdf

Infografias dos testes rápidos em uso

Infografias dos testes rápidos:

  • INSTI™ VIH
  • INSTI™ Multiplex VIH & sífilis
  • Info™ VIH
  • CHiL™ VIH
  • Info™ VHB
  • CHiL™ VHB
  • Info™ VHC
  • CHiL™ VHC
  • Accu-tell™ sífilis
  • NADAL™ sífilis
download pdf

Tabela única dos testes rápidos em uso no GAT

Nesta tabela pode encontrar a seguinte informação para cada um dos testes rápidos em uso na entidade promotora da Rede de Rastreio Comunitária (GAT):

  1. Marcador serológico para a infeção rastreado;
  2. Fabricante do teste;
  3. Técnica de análise do teste;
  4. Nome do dispositivo de teste;
  5. Momento da deteção precoce para o referido marcador serológico;
  6. Fim do período janela para o referido marcador serológico;
  7. Sensibilidade do teste para a amostra de sangue capilar;
  8. Especificidade do teste para a amostra de sangue capilar;
  9. Quantidade de sangue capilar a usar no teste;
  10. Quantidade de solução tampão a usar no teste;
  11. Tempo mínimo para a leitura do resultado reativo;
  12. Tempo mínimo para a leitura do resultado não reativo;
  13. Tempo máximo para leitura do resultado válido;
  14. Intervalo de temperaturas para a conservação/armazenamento do teste;
  15. Referência do fabricante;
  16. Código do Dispositivo Médico emitido pelo INFARMED;
  17. Número de Classificação do Dispositivo de Diagnóstico in Vitro;
  18. Certificado de Declaração CE de Conformidade;
  19. Folheto das instruções para o uso;
  20. Vídeo oficial das instruções para o uso (se disponível);
  21. Adaptação do procedimento caso seja usada amostra de plasma nas Avaliações Externas de Qualidade.
download pdf